Institucional

Histórico

A Faculdade de Cafelândia teve seu credenciamento junto ao Ministério da Educação em novembro de 2002 e iniciou suas atividades acadêmicas em fevereiro de 2003. A instituição que foi concebida, por um grupo de professores e empresários do próprio município, com visão empreendedora, que tinham como ideal a expansão da cidade de Cafelândia e região, oferecendo Educação Superior com qualidade, na busca de formar e aprimorar continuamente o ser humano. Esta é, por assim dizer, a razão de ser da Faculdade de Cafelândia.

Neste sentido, a Faculdade de Cafelândia tem seus valores baseada na democratização de oportunidades, acreditando no desenvolvimento de seres humanos éticos e conscientes de seus direitos e obrigações sociais e ambientais. Afinal, ser um bom profissional é mais que possuir habilidades específicas. É estar apto a agir e reagir, com desenvoltura, firmeza e flexibilidade, aos desafios e oportunidades que o mundo moderno exige.

A instituição é mantida pela União de Ensino Superior de Cafelândia - UNICA e busca promover diversas atividades de extensão, envolvendo a comunidade acadêmica e a externa: semanas acadêmicas, seminários temáticos, viagens culturais e técnicas, workshops, atividades culturais e cursos diversos.

Missão

A Faculdade de Cafelândia tem por missão: Formar profissionais, na sua área de atuação, éticos, agentes transformadores e formadores de opinião.

Visão

Ser uma instituição de Ensino integrada à comunidade na formação profissional e aprimoramento humano.

Valores

  • Respeito ao ser humano, em todas as suas dimensões, considerando-se a natureza social, a cidadania e a participatividade;
  • Articulação das particularidades individuais com a coletividade, em prol dos interesses institucionais;
  • Inovação científico-tecnológica, político-pedagógica e sociocultural, enquanto grupo de indicadores das ações institucionais;
  • Dinamismo organizacional na busca permanente de qualidade institucional e de recursos humanos;
  • Inserção gradual, no contexto socioeconômico e histórico-cultural, local, regional, estadual e nacional;
  • Promoção da melhoria da qualidade de vida considerando os níveis individual e coletivo do ser humano integral, político e social.